Panificação Caseira é mais uma oportunidade em Herval

Com número máximo de participantes, 12, mais uma vez a cozinha comunitária da secretaria de Assistência Social/Cras foi o espaço para literlamente por a “mão na massa”. Também nesta edição um acontecimento inédito, três homens concluiram com sucesso o curso, situação rara nos cursos de culinária. Com inicio na segunda e duração de 24 horas, o curso de panificação  é mais uma oportunidade para os hervalenses.

Nilson Borges, servidor público municipal, contou que aproveitou o período de férias para participar do curso junto com a esposa, segundo ele, busca sempre em seu descanso anual novos conhecimentos, mesmo sendo ele o cozinheiro em casa, brinca. Principalmente os que são oferecidos pelo SENAR pela prática muito bem aplicada, explica. A ideia com o curso de panificação é em longo prazo montar um negocio para a família, visando preencher lacunas no mercado da panificação.

–              Oferecer aos clientes cardápio diferenciado, novos produtos, horários alternativos adequados as realidades dos trabalhadores, principalmente da iniciativa privada, rotina bastante distinta do serviço público.

Pizzas, pães, cucas, integrais, canelones, lasanhas, e uma diversidade de ingredientes saudáveis e acessíveis para o bolso. A professora Márcia Centeno, sempre receptiva ao município enfatizou que em Herval, esta é umas primeiras vezes que conta com a participação de homens na cozinha, o que acredita ser um avanço.

A primeira dama e secretária de assistência social, Rosane Wilhelnsen agradeceu a participação dos alunos, a dedicação da professora, a coordenadora do CRAS e a grande parceria com o Sindicato Rural e SENAR, que auxiliam e muito junto com a assistência para oportunizar hervalenses do campo e da cidade.