Mudança de Gestão é apresentada e prevê economia e integração

A Gestão Rubem e Fernando buscando uma estratégia diferente para  conduzir os trabalhos e integrar as secretarias para um desenvolvimento contínuo do município apresentou na manhã de segunda- feira, 08, no Polo Universitário – UAB, uma nova proposta de gestão dos recursos para as pastas do município.

Foram chamados Secretários, Adjuntos e agentes administrativos ou responsáveis pela elaboração dos memorandos internos – documentos que contém as solicitações de materiais e aportes financeiros para todas as secretarias do município – exemplo, material de consumo, manutenção de espaços públicos, equipamentos e diversos. A elaboração do novo modelo teve participação de vários servidores, principalmente o setor de contabilidade e secretaria da Fazenda, visando economia e melhor aproveitamento do dinheiro público em tempos em que o país e o estado enfrentam uma crise financeira que afeta todos os setores.

O prefeito Rubem Wilhelnsem abriu o encontro falando que esta mudança pode ser muito benéfica

– Agora, cada secretário vai ser responsável e terá de acompanhar cada centavo que sai de seu orçamento e administrar de forma que o montante preencha as necessidades dos 12 meses. Caso alguma secretaria chegue até o final do ano sem dinheiro terá que pedir emprestado ao “vizinho ”, explica o Prefeito.

A apresentação foi conduzida pelo Contador, Fabrício Falconi, em detalhes o novo modelo de gestão e o novo modelo de Memorando foram apresentados e  já estão  em posse de todos os secretários. Todas as despesas terão que ser aprovadas pelo Prefeito, porém, só devem chegar para assinatura final, após passar pela Secretaria de Administração que define a forma de contratação, receber a avaliação do setor de compras, passar pela secretaria da Fazenda para ver a disponibilidade do recurso, passar pela cotação correta de preços pelo setor de contabilidade e só depois de ter essas aprovações chegará ao Prefeito, que pode autorizar ou não o pedido.

Uma das alegações para a mudança é que atualmente os memorandos não possuem as descrições corretas, falta especificação e valor aproximado, o que dificulta o trabalho no setor de compras e fomenta a morosidade nos processos, outra questão é inserir os gestores e aproxima-los da questão orçamentária para que tenham mais cuidado com os gastos e também uma forma de integrar as secretarias que podem trabalhar em conjunto para um melhor aproveitamento das verbas. A previsão orçamentária para 2018 é de R$ 25 milhões e 99% do orçamento dividido para cada pasta está garantido, segundo o Contador.

Muitas dúvidas surgiram e todas foram sanadas no ato, o Contador explicou que o orçamento de cada pasta foi montado de acordo com os gastos e necessidades já existentes, no caso de projetos que necessitem de contrapartida, por exemplo, já existe uma reserva. Outra questão que também foi levantada é que desde já os secretários podem pedir para reservar verbas para eventos no final do ano, como no caso do ChimaRock que acontece em dezembro.

O prefeito fez questão de lembrar que esta proposta de gestão já veio desde a campanha eleitoral quando se falava em pensar o município em longo prazo, discutir, debater, integrar e colocar todos os atores para administrar o município junto com o Prefeito e Vice. A proposta já está sendo colocada em prática e o ano de 2018 começa com um novo modelo de gestão.