Inclusão digital é realidade em Herval

O Curso de Inclusão Digital, parceria entre Município, SENAR – RS e Sindicato Rural contou com sete participantes e aconteceu nos dias 02 e 03 de abril, no prédio do CRAS. Sete participantes concluiram o curso e recebem certificado oficial do SENAR, uma oportunidade para quem busca conhecimento e qualidade em busca de se colocar melhor no mercado de trabalho.

Segundo o professor/ Técnico do SENAR, Amilton Soares, os participantes tiveram o aproveitamento necessário e conseguiram cumprir o primeiro módulo, com expectativas de dar continuidade ao curso dividido em três módulos, 1º módulo de Inclusão Digital concluído), 2º módulo, Informática Básica, 3º módulo, Excel. Segundo a empresa de inteligência e consultoria, no mercado de tecnologia da informação, IDC, em 2017 a previsão é que 4,5 milhões tenham sido vendidos -1,6 milhão de desktops e 2,9 milhões de notebooks -, crescimento de 1,2% em relação a 2016, número muito expressivo, diante do número de brasileiros adaptados a maquina. Somos 2,5 bilhões de pessoas online segundo dados da última pesquisa da Accenture.

Amilton conta que a maior das dificuldades para os alunos por onde passa, é a digitação. A procura destes cursos de inclusão e informatica básica é geralmente por pessoas de meia e 3º idade, como no caso da dona Dina Leite Garcia de 49 anos. Ela conta que ficou sabendo do curso pelo boletim da Prefeitura, na rádio HSUL, e achou importante fazer, no caso de trabalhar em algum lugar que ela precise usar o computador. A dificuldade maior que descreveu é a digitação e achar as teclas.

– Tenho um notebook em casa, mas agora emprestei pro meu filho, não sei usar ainda muito bem. Quero continuar aprendendo e me atualizar mais.

O segundo e o terceiro módulo serão solicitados para o próximo semestre, que antes de iniciar passa por uma reformulação no calendário de cursos e solicitações do município. Ana Cristina, Coordenadora do CRAS, conta que estes cursos tem muita procura.

 A Secretária de Assistência Social, Rosane Wilhelnsen, solicitou a responsável pelos cursos por parte do Sindicato Rural, Lídia Pereira, para tentar buscar estes dois módulos, caso não tenha agenda para Herval, Rosane já está buscando uma alternativa para dar continuidade a este projeto.

– Agradeço a perseverança das participantes, mulheres de meia idade e terceira idade, por agarrar as oportunidades. Também agradeço a esta ótima parceria entre município, sindicato e senar, nós queremos mudar as realidades e sabemos das necessidades dos nossos cidadãos, oferecer conhecimento e inclusão pode transformar o futuro, falou Rosane aos presentes.