O nome do município origina-se da erva-mate encontrada em abundância nas matas quando da sua colonização. Na época, erva era grafada com “h”. Poucos anos depois, sem os cuidados com a reposição ou extermínio, havia sido dizimada toda a vegetação nativa daquela árvore, hoje grande fonte de renda em outras regiões.

     É o povoado mais antigo pertencente ao então município de Rio Grande, que abrangia toda a região Sul do Estado.

     Em outubro de 1777, Portugal e Espanha, firmaram um convênio que recebeu o nome de Tratado Preliminar de Restituições Recíprocas, destinado a demarcar os limites entre possessões de um e outro. Por esse tratado, o Rio Piratini e seu afluente Arroio Basílio limitariam as possessões dos dois países.

Sendo este arroio o limite norte do atual município de Herval, ficava o mesmo, portanto, pelo tratado de 1777, sob o domínio espanhol. Porém, Rafael Pinto Bandeira, que ficara encarregado de guarnecer a fronteira estipulada pelos demarcadores, insistiu em fazer avançar até o Rio Jaguarão o domínio lusitano.

Com esse objetivo, em meados de 1791, na margem direita do Arroio do Herval, foi iniciada a construção de uma igreja, um quartel e um quadro de trincheiras. Aí estava, em pleno domínio adversário, o que seria o núcleo da atual cidade de Herval. Em meio a algumas escaramuças que esporadicamente ocorriam, o povoado foi crescendo.

Resenha Histórica do Município

  • 1791 – Início do povoamento de São João Batista de Herval.
  • 1825 – Elevação à Freguesia ( 18 de janeiro ).
  • 1871 – Elevado à Município ( Lei 757 de 04/05 ).
  • 1881 – A sede é elevada à Vila ( Lei 1326 de 20/05 ).
  • 1883 – É instalada a l° Câmara de Vereadores ( 20/03 ).
  • 1892 – É votada a l° Lei Orgânica ( 05/08 ).
  • 1938 – A sede é elevada à Cidade ( decreto – Lei N° 311 de 02/03 ).

Cultura

     Buscamos sempre levar nossas tradições pelos rincões afora através do CTG Minuano que conta com as Invernadas Artísticas adulta, juvenil e mirim, com ótima infra-estrutura no parque de rodeios Internacional de Herval realizando rodeios no mês de janeiro na chácara do CTG onde está localizada uma das maiores Arena de Rodeio do estado do Rio Grande do Sul.

Durante a abertura da programação do rodeio é realizada a chegada da Chama crioula conduzida pela Cavalgada da Integração, composta pelos piquetes, cultivando as tradições gaúchas e resgatando a história do município no cenário Riograndense.